LakshmanTemple45

O que é a pornografia?

Por Aires Almeida

Estive arredado da discussão, que eu próprio iniciei, sobre a pornografia. Como diria um amigo meu, vai contra a minha religião intervir numa discussão que eu próprio iniciei. Uma vez que terminou, aqui estou para a relançar.

Agora a sério, não gostaria de deixar de dar o meu contributo para a animada discussão que dura há alguns dias. Daí (ou “donde”?) esta minha posta, insistindo no assunto. A esclarecedora imagem é um pormenor de um dos templos Kajuraho (Índia), classificado pela UNESCO como património mundial. Será esta imagem pornográfica?

Continuar lendo

Laranja Mecânica

15 filmes sobre a filosofia de Foucault para ver em 2016

Por Philippe Torres

Obviamente alguns dos filmes aqui listados foram feitos antes do pensamento Foucaultiano. Contudo, em nossa lista se encontrarão filmes em que é possível perceber sua filosofia.
Foucault, filosofo muito influenciado pelas obras de Nietzsche, nos fará pensar no homem quando se percebe como louco, quando se olha como doente, quando reflete sobre si mesmo como ser vivo, ser falante e ser trabalhador, quando se julga e se pune quando criminoso, e quando se reconhece como ser do desejo. Apesar de muito extensa e aparentemente desconexa, a  obra do autor liga-se em todos esses pontos.

Continuar lendo

Biblioteca-Feminista

39 obras de Hannah Arendt, Adorno, Benjamin, Habermas e  disponíveis para download

Hannah Arendt. Nascida em Hannover, na Alemanha, em 14 de outubro de 1906, de origem judaica, foi batizada como Johanna Arendt. Tendo perdido o pai com sete anos incompletos, mostrou-se precoce ao tentar consolar sua mãe, Martha Arendt: “Pense – isso acontece com muitas mulheres”, teria dito a menina, para espanto da viúva. Recebeu da mãe, que tinha simpatia por ideias da social-democracia, uma educação marcadamente liberal. Ainda na adolescência, teve contato com a obra de Kant. Aos dezessete anos, abandonou a escola por questões disciplinares. Transferiu-se para Berlim, onde estudou teologia e a filosofia do dinamarquês Soren Kierkegaard. Em 1924, passou a frequentar a universidade de Marburg. Ali permaneceu um ano, durante o qual assistiu aulas de Filosofia com Martin Heidegger – com quem manteve, em seguida, um relacionamento amoroso complicado – e Nicolai Hartmann; teologia protestante com Rudolf Bultmann; e grego. Arendt formou-se em Filosofia em Heidelberg.

Continuar lendo

Zizek

Trump e o retorno do politicamente incorreto – Slavoj Zizek

Por Slavoj Zizek, tradução de Artur Renzo.

Alguns meses atrás, o empresário e pré-candidato Republicano à presidência dos EUA Donald Trump foi carinhosamente comparado a um sujeito que defeca barulhentamente no canto de uma sala durante um respeitável coquetel formal. Mas será que os demais candidatos Republicanos à presidência dos EUA são substancialmente melhores?

Todos lembramos da infame cena do filme O fantasma da liberdade, dirigido por Luis Buñuel, em que as relações entre comer e excretar sao invertidas: as pessoas se sentam à volta da mesa em suas privadas conversando normalmente, e quando sentem fome, discretamente se dirigem ao mordomo – “Por favor, onde fica aquele lugar de…?” – e se escapolem para um quartinho nos fundos para comer.

Continuar lendo

Historia da beleza, de Umberto Eco

História da beleza, de Umberto Eco: um estudo entre a história e a arte

Por Daniel Pícaro Carlos.

No belo, o ser humano se coloca como medida da perfeição…

Nietzsche

Escrever sobre um livro cuja organização é executada pelo autor de Obra aberta e de A estrutura ausente é tarefa difícil e pretensiosa. Sem embargo, é essa justamente a proposição das linhas que se seguem: ponderar algumas questões que se apresentam em História da beleza, livro já traduzido em 29 idiomas e que em 2010 chega, no Brasil, a sua 6ª reimpressão.

Continuar lendo

Sem-Título-1

34 contos africanos estão disponíveis para download gratuito

Este texto ressalta a importância dos contos, orais e escritos, para a cultura de um povo, que neste caso os povos africanos. No Brasil essa cultura teve e tem grande influencia pois inspira poetas, músicas, dançarinos, estudiosos mestres, e contadores de histórias.

Os mestres contadores de histórias se reportavam a ela para ensinar vários assuntos sobre religião, história valores que sempre trazia um ensinamento, energia e capacidade para transformar o mudo.

Continuar lendo

17-young-girl-reading-1868

Revistas científicas ou túmulos do saber? – Produtivismo e mediocridade

Por Alex Martins Moraes

O que a entrega do prêmio Nobel de medicina 2013 e a divulgação dos resultados da avaliação trienal do sistema de pós-graduação no Brasil têm em comum? Além de ambos os eventos terem ocorrido na primeira quinzena de dezembro, eles também convergem, por razões distintas, em outro sentido: representam uma boa oportunidade para repensar e criticar as modalidades vigentes de produção do conhecimento em nosso país.

Continuar lendo

loucos

Materiais inéditos de Foucault podem ser alvo de traduções

Por Guillermo Altares

Em 2 de março de 1954 realizou-se o que foi chamado de carnaval de loucos no manicômio de Münsterlingen, na Suíça alemã. Este costume esquecido, que tem suas raízes na Idade Média, consistia em disfarçar os internos com máscaras e levá-los a passear pela cidade. É algo que pode parecer inconcebível na atualidade, mas que nos anos cinquenta ainda perdurava em diferentes locais da Europa. No entanto, aquele espetáculo mudaria por completo a história da filosofia no Ocidente devido à profunda impressão que causou em um graduado em Psicologia que assistiu ao desfile a convite dos médicos. Chamava-se Michel Foucault (clique aqui para ler sua biografia e baixar mais de 32 livros gratuitamente) (Poitiers, 1926 – Paris, 1984). Mesmo depois de 30 anos de sua morte, sua influência continua enorme. Suas obras passaram a integrar em novembro a prestigiosa coleção da Gallimard La Pléiade, considerada o panteão da literatura universal, publicada pelas edições de L’École des Hautes Études en Sciences Sociales, revelando as origens de uma de suas obras mais importantes e citadas, História da loucura.

Continuar lendo